Apesar de o cenário de quebra generalizada nas audiências de rádio se manter na terceira vaga do Bareme Rádio 2020, a Rádio Comercial mantém a preferência dos ouvintes desde janeiro/fevereiro de 2018, pela 13.ª vaga consecutiva, com uma Audiência Acumulada de Véspera (AAV) de 14,9%, ou seja, 1.275.962 ouvintes, em média, por dia, enquanto, na segunda vaga deste ano havia granjeado 17,1%.

Na segunda e terceira posições voltamos a encontrar a RFM, com uma quebra dos 16% para os 13,8% de AAV entre a 2ª e 3ª vagas do estudo da Marketest, o que corresponde a 1.181.763 ouvintes, em média, por dia, e a M80, que se mantém como a terceira rádio mais ouvida no país, com uma AAV de 6,6%, valor que representa uma média diária de 565.191 ouvintes, uma descida de apenas uma décima face aos 6,7% da segunda vaga.

O top 5 encerra com a Renascença, que também se mantém na 4ª posição com uma AAV de 5,6% que já registava na 2ª vaga, e com a Antena 1, que desce dos 4,2% para os 4% entre as duas últimas vagas aferidas.

Segue-se a TSF, na sexta posição, com uma descida dos 3,3% para os 3,1% e a Cidade FM e a Mega Hits, empatadas nos 2,5%.

O Top 10 encerra com a Antena 3, que se mantém no nono lugar com uma quebra dos 1,8% para 1,5%, e com a Smooth FM que, com 0,9% de AAV, desce uma décima relativamente à última vaga.

Na análise por grupos, o Grupo Media Capital Rádios mantém a primeira posição, com 22,8% de AVV (equivalente a 1.952.678 ouvintes médios por dia) e 39,1% de share, seguido pelo Grupo Renascença Multimédia, com 21,3% de AVV (1.824.026 ouvintes médios diários) e 31,5% de share.

Comparando os dados da 3ª vaga de 2020 com o período homólogo do ano passado, podemos verificar que a quase totalidade das rádios perdeu ouvintes. A Comercial, que na 3ª vaga de 2019 havia registado 18,50% de AAV, chegando na 1ª vaga de 2020 aos 19%, desce agora para os 14,9%. A RFM, que no período homólogo havia atingido os 18,40% de AAV, sofre uma quebra de 3,6 pontos percentuais, para os 13,8% de AAV atuais. Já a Renascença, reduziu a sua AAV em 0,3% dos 5,9% para os 5,6%, enquanto que a Antena 1 sofreu uma quebra de um ponto percentual dos 5% verificados na 3ª vaga de 2019, para os 4% na 3ª vaga de 2020. A Megahits e a Cidade FM seguem igualmente esta tendência, descendo ambas 1,4 pontos percentuais, dos 3,9% para os 2,5%, enquanto que a Antena 3 perde sete décimas percentuais, dos 2,2% verificados em 2019, para os 1,5% atuais e a Smooth FM, desce uma décima em comparação com a vaga homóloga, de 1% para 0,9% de AAV.

A M80 e a TSF são as rádios nacionais que desafiam esta tendência, subindo, respetivamente, uma décima, dos 6,5%, em 2019, para os 6,6% atuais, e duas décimas percentuais, dos 2,9% no período homólogo, para os 3,1% atuais, com 565.191 e 265.469 ouvintes, respetivamente.

About Susana Fernandes

Media Researcher, Cision
Formada em Comunicação Organizacional, vesti a camisola da CISION em 2006, tendo tido a oportunidade de trabalhar em áreas tão distintas como as Análises de Media, as Análises de Social Media e, agora, o Media Research.
Adoro comunicar, pessoas do bem, gatinhos fofinhos - há outro tipo?! - e todos os momentos que consigo passar no meu tapete de Yoga, não necessariamente por esta ordem.