Green Savers, sobre sustentabilidade, também nas bancas

Na passada sexta-feira, dia 27 de novembro, a nova revista sobre sustentabilidade, Green Savers, chegou às bancas, disponibilizada em conjunto com a Executive Digest.

Nesta primeira edição de 84 páginas, os leitores poderão encontrar temas sobre Finanças Sustentáveis, Economia Verde, Tecnologia e Inovação Sustentável, Mobilidade, Florestas, Biodiversidades, Mar e Design. O tema de capa aponta caminhos para a recuperação do Planeta através da visão de vários especialistas das áreas da Sociedade, Ambiente, Economia, Finanças e empreendedorismo“, anuncia a Green Savers, na sua página de Facebook.

Seguindo o conceito de slow journalism, com reportagens, análises e entrevistas, a revista surge de um projeto online, criado em 2010, com o mesmo nome e os mesmos temas, relacionados com a sustentabilidade e o desenvolvimento sustentável, abordando questões que vão da mobilidade à economia, da nutrição à inclusão social.

Liliana Carona, da Rádio Renascença, é a vencedora do Prémio de Jornalismo 2020 da AUA

“Menos Dor, Mais Vida” foi o mote para a 3ª edição do Prémio de Jornalismo 2020 promovido pela Angelini Pharma. O desafio lançado a jovens universitários e a jornalistas teve por objetivo contribuir para um aprofundamento do conhecimento na área da dor, seja através de soluções inovadoras no tratamento deste sintoma, seja através de matéria jornalística que aborde esta temática.

Liliana Carona, jornalista da Rádio Renascença, foi a vencedora com a reportagem “Já sou eu novamente”, onde escreveu sobre a ozonoterapia. A reportagem contou com vários testemunhos para falar sobre esta nova abordagem terapêutica, decorrida no Hospital da Guarda.

Paula Rebelo, membro do júri, refere: “Tivemos quatro excelentes trabalhos, mas efetivamente houve um que se destacou pela novidade, pelo comprovado valor clínico, baixo custo da terapia e impacto altamente positivo para os doentes.”

Mestre em Comunicação e Jornalismo, pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Liliana Carona recebeu, em 2015, uma menção honrosa do Prémio Dignitas, por uma reportagem sobre empreendedorismo social, transmitida na Renascença. Em 2016 foi também distinguida pela UNESCO com uma menção honrosa na categoria de rádio, nos prémios de jornalismo Direitos Humanos e Integração pelo trabalho sobre o projeto “Ergue-te”, que ajuda prostitutas em Coimbra. Em 2018, recebeu uma menção honrosa pela reportagem “Autismo. A música ajuda-os a sair da concha”, atribuída no âmbito do prémio Dignitas, da Associação Portuguesa de Deficientes e, em fevereiro de 2020, obteve umamenção honrosa pela reportagem “Gente como nós, do horror da Síria para a tranquilidade de Vila Nova de Taschen”, no âmbito dos Prémios de Jornalismo Direitos Humanos & Integração.

Já no que se refere à 11.ª edição dos Angelini University Awards, o vencedor foi o projeto “Saúde Sobre Rodas: Um Projeto Social”, do qual fazem parte os estudantes Beatriz Pereira Miranda e José Roberto Abreu Machado, da Escola Superior de Saúde de Santa Maria do Porto. O trabalho aborda a área da fisioterapia e a necessidade de facilitar a prestação de serviços de saúde, sobretudo aos mais idosos, dando a possibilidade de realizarem sessões de fisioterapia no domicílio sem a necessidade de invadir a habitação do utente.

Em segundo lugar ficou o trabalho “Dynamic Pillow”, da autoria dos estudantes Ana Souto, Hugo Ribeiro, Inês Ângelo e Joana Sousa, da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra.

Os trabalhos vencedores podem ser consultados no link da AUA!.

Reportagem “Acontece Todos os Dias” vence Prémio APAV para o Jornalismo 2020

Luís Vaz Fernandes, jornalista de multimédia do jornal Observador, venceu a segunda edição do Prémio APAV para o Jornalismo, com a reportagem “Acontece todos os dias” 10 relatos sobre discriminação em Portugal onde são apresentadas as experiências diárias de dez pessoas de diferentes origens e etnias, em vídeo publicado no site do Observador, em março de 2020.

Em comunicado, o júri do Prémio da Associação de Apoio à Vítima para o Jornalismo, que foi unânime na escolha, refere que este trabalho “oferece uma paleta de vozes em discurso direto sobre o racismo e a discriminação. Sem condução nem mediação, o público vê̂-se confrontado com os testemunhos de vários jovens, mais ou menos reflexivos, mais ou menos aprofundados, mas todos indiciando a presença diária da discriminação nas suas vidas, que faz deles e delas vitimas de uma estrutura social que, volta e meia, os olha de lado e põe de parte.”

De salientar que o prémio para o Jornalismo da APAV é atribuído anualmente e tem por objetivo distinguir trabalhos que contribuam para o conhecimento dos temas ou problemas relacionados com o apoio às vítimas de crime em Portugal.

Presentes na cerimónia de entrega, na sala de Âmbito Cultural do El Corte Inglés, em Lisboa, estiveram Catarina Santos, editora do jornal Observador (que colaborou na peça da autoria do jornalista Luís Vaz Fernandes), João Lázaro, Presidente da APAV, e Enrique Hidalgo, Diretor-geral do El Corte Inglés. Ao vencedor foi atribuído um prémio no valor monetário de 1.500 euros, patrocinado pelo El Corte Inglés, e um troféu da autoria do designer Gonçalo Falcão.

Luís Emiliano Vaz Fernandes é licenciado em Jornalismo, pela Escola Superior de Comunicação, onde fez parte do ESCS FM e do E2, da RTP2. Jornalista de multimédia, foca-se sobretudo em peças relacionadas com comunidades imigrantes e com a insegurança e a injustiça económica e social.

Time Out Natal em banca, neste fim de semana

A edição especial de Natal, da Time Out, marca o regresso da revista às bancas e estará disponível para venda já neste fim de semana.

São quase 150 páginas dedicadas à quadra com centenas de ideias de presentes para toda a família e tudo para uma consoada perfeita – da decoração ao bacalhau” é a descrição desta edição, efetuada pela própria revista. Os negócios locais e as marcas nacionais têm lugar destacado no sapatinho do Especial de Natal. A imagem da capa foi bordada à mão, em ponto de cruz, por Marta Ramos (Ginger & Stitch), celebrando as tradições natalícias, com direito a vídeo na página de Facebook da Time Out.

A revista passou para o formato digital, na edição de 23 de março deste ano, em época de confinamento e adotou, temporariamente, o título Time In, o que lhe valeu o prémio de bronze da Media Week, para Melhor Inovação nos Media.

Para além desta edição Especial de Natal, desde o final de março, a marca publicou 3 edições em papel: dois especiais de Verão e um, de Outono/Inverno.

Vozes de Gaia, projeto de literacia mediática, com redação comunitária

Estão abertas, até ao final de dezembro, as candidaturas para o Vozes de Gaia, projeto que criará uma redação comunitária, onde os jornalistas serão residentes do concelho de Vila Nova de Gaia, com mais de 55 anos. Esta iniciativa visa promover a literacia digital e para os media, fornecendo competências e ferramentas que possibilitem, aos jornalistas séniores, entender melhor o setor dos media, navegar no universo de informação digital, com maior segurança, reconhecendo as fake news e contribuindo, ainda, para o aumento da cidadania ativa, bem como para a redução do isolamento e da exclusão social.

O projeto pretende alcançar 360 cidadãos, que serão orientados por jornalistas profissionais, na recolha, produção e edição de conteúdos de imprensa e rádio, incluindo podcasts.

O Vozes de Gaia surge de uma parceria entre o jornal Público e a Fundação Inatel e conta com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, deverá decorrer durante 2 anos e o seu arranque está previsto para o início de 2021.

Serão formados 18 grupos, 3 dos quais estarão em funcionamento, em simultâneo, em cada trimestre. Cada grupo terá 6 horas de trabalho semanais na redação, deslocações para a realização de entrevistas e reportagens e participará num evento de teambuilding. De acordo com o comunicado da Inatel, “Dado o contexto pandémico que Portugal atravessa, o projeto poderá sofrer algumas alterações, nomeadamente, poderá ser necessário adotar o formato online para algumas sessões de trabalho.”

As candidaturas devem ser enviadas para o e-mail vozesdegaia@publico.pt e as dúvidas podem ser esclarecidas, através do número 226 151 000.

A Fundação Inatel e o jornal Público apresentaram a candidatura à iniciativa Portugal Inovação Social, tendo esta sido aprovada com um investimento total a rondar os quinhentos mil euros, sendo 150 mil euros financiados pela Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, enquanto investidor social.

João Fernando Ramos apresenta Jornal da Uma, na TVI

Após a saída de Pedro Pinto da TVI, na segunda-feira, dia 23, rumo à Direção de Comunicação do S. L. Benfica, João Fernando Ramos anunciou, nas redes sociais, que assumiria, esta semana, a apresentação do bloco informativo da hora de almoço, na TVI: “Esta semana espero por si com a informação do dia no Jornal da Uma. É às 13 na TVI“.

O jornalista, natural da Lousã, está na TVI, desde 1 de setembro, como responsável executivo pela operação e expansão da TVI, na região Norte. Anteriormente, dedicou 30 anos à estação pública, RTP, onde apresentava o Jornal 2, na RTP2.

Relembramos que, em 2019, João Pedro Ramos foi considerado um dos 10 jornalistas mais influentes, num estudo realizado pela Omnicom/Cision/UCP.