Por estes dias, a Nazaré é “dona e senhora” do espaço mediático, no que à região Centro diz respeito. Apesar de a temporada de ondas gigantes na Praia do Norte não estar a ser este ano tão espetacular como foi em 2014, a vila piscatória continua a ser, de longe, a mais mencionada nas notícias publicadas pelos meios internacionais monitorizados pela Cision.

Tal como a força das suas ondas, a liderança é esmagadora: dos 180 artigos que referiram destinos da região durante o mês de Novembro (uma subida considerável, em comparação com os 106 do mês passado), 159 tinham a Nazaré como protagonista. Estes dados revelam também uma atenção crescente dos meios de comunicação de fora do país àquilo que se passa nas águas nazarenas: o número de referências mais do que duplicou, em relação aos 72 verificados em Outubro.

Desta vez, e além das habituais reportagens sobre as incríveis “cavalgadas” dos especialistas na matéria, como Garrett McNamara, Sebastian Steudner ou Andrew Cotton, as peças jornalísticas centraram-se também no regresso da brasileira Maya Gabeira à Nazaré, depois de um grave acidente que quase lhe custou a vida em 2013, e no atrevimento do norte-americano Brad Domke, que teve o arrojo de enfrentar as ondas com uma prancha de skimboard. Houve ainda uma curiosa reportagem da Surfing Magazine que diz, em resumo, que “não se pode chamar surf” ao que se faz na Nazaré.

Apesar de todo este protagonismo, nem só da Nazaré vivem as notícias. “Portugal é um país pequeno mas cheio de belos cenários”, escreveu-se no Brasil. E, dentro desse pequeno território, há uma região que se destaca, acrescentou O Popular: “O charme do Centro de Portugal conquista cada vez mais visitantes. Com rico património cultural, vinhos e gastronomia de qualidade, a região encanta turistas de todo o mundo.” Aqui, o destaque vai para Coimbra.

A cidade dos estudantes é vista como uma das melhores alternativas a Lisboa. Em Itália, realçaram-se as ruas estreitas da Alta e a simpatia dos conimbricenses. Também com 10 menções, Fátima, “um dos mais espetaculares santuários católicos que existem”, foi outro dos destinos mais falados.

Seguiu-se a Serra da Estrela e as suas “paisagens primorosas”, Óbidos, um dos melhores destinos de golf do país, Peniche, Aveiro e Viseu. Além destes destinos mais “tradicionais”, e que são presença habitual nestas análises feitas pela Cision, houve ainda interessantes referências a pequenas localidades como Marialva (Mêda), Penela da Beira (Penedono) e Sortelha (Sabugal).

Análise elaborada com base nas notícias recolhidas pelo serviço de monitorização de media da Cision, no período compreendido entre os dias 1 e 24 de novembro, na Alemanha, Brasil, Espanha, Estados Unidos da América, Finlândia, França, Itália e Reino Unido. Esta pesquisa engloba mais de 58.351 meios de informação online e 53.654 em meios impressos. A Cision é líder global em serviços e software de pesquisa, monitorização e análise de media.

Texto publicado no Diário As Beiras, parceiro editorial da Cision, na sua edição de 29 Novembro, 2015.

Photograph: Armando Franca/AP

About Vasco Garcia

É analista de media na Cision Portugal. É licenciado em Comunicação Social. Está na área da comunicação há 10 anos, seis deles como jornalista.
Gosta de futebol, cinema, viajar, escrever, ler jornais e, como bom Alentejano, gastronomia e vinhos.