A 1 de outubro de 1925 foi publicada a primeira edição do jornal Gazeta das Caldas, o mais antigo jornal do distrito de Leiria e da Região Oeste.

Sedeado nas Caldas da Rainha, o semanário é, atualmente, dirigido por José Luiz de Almeida Silva, mas foi Carlos Querido, juiz desembargador e escritor, natural do concelho, quem assinou o editorial de edição comemorativa dos 95 anos do jornal.

Nesse artigo, o diretor convidado e autor apaixonado pela História, lembrou a importância do jornalismo de proximidade da imprensa local e regional, que “constitui a expressão de um profundo compromisso agregador e a afirmação da identidade das comunidades, pelas raízes comuns, pela ligação territorial, pela afinidade cultural, pela comunhão de interesses.” Carlos Querido, acrescentou, ainda, que “Num mundo em permanente incerteza, com crises económicas e políticas que provocam o naufrágio de projetos jornalísticos de âmbito nacional, sustentados por elevados recursos financeiros, a Gazeta das Caldas prossegue incólume, apesar dos sobressaltos, numa viagem de quase um século, sem fim à vista, porque a missão de um jornal renova-se em cada edição, incessantemente, construindo a sua história à medida que vai registando a história das comunidades que serve.”

O Gazeta das Caldas teve, em julho, uma tiragem média de 8 mil exemplares por edição. É publicado às sextas-feiras, com o preço de capa de 1€.

About Ana Faustino

Research Team Leader da Cision Portugal
Coordenadora do departamento responsável pela recolha e análise de dados sobre Meios de Comunicação Social (nacionais e internacionais) e Influenciadores (produtores de conteúdos editoriais e influenciadores digitais).
Responsável pelos relatórios anuais do Panorama dos Media e Embaixadora da Cultura e Eventos da Cision Portugal.
Licenciada em Comunicação Social, trabalha em media intelligence, desde 2015.
Gosta de novos desafios, ávida por aprender, sejam idiomas ou a utilização de novas ferramentas e funcionalidades, às quais se dedica afincadamente, com vista a acelerar procedimentos. Autodidata, sempre que necessário.
Não concebe um dia bem passado sem dança, música, literatura ou viagens. Sorridente.