Estão abertas, até ao final de dezembro, as candidaturas para o Vozes de Gaia, projeto que criará uma redação comunitária, onde os jornalistas serão residentes do concelho de Vila Nova de Gaia, com mais de 55 anos. Esta iniciativa visa promover a literacia digital e para os media, fornecendo competências e ferramentas que possibilitem, aos jornalistas séniores, entender melhor o setor dos media, navegar no universo de informação digital, com maior segurança, reconhecendo as fake news e contribuindo, ainda, para o aumento da cidadania ativa, bem como para a redução do isolamento e da exclusão social.

O projeto pretende alcançar 360 cidadãos, que serão orientados por jornalistas profissionais, na recolha, produção e edição de conteúdos de imprensa e rádio, incluindo podcasts.

O Vozes de Gaia surge de uma parceria entre o jornal Público e a Fundação Inatel e conta com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, deverá decorrer durante 2 anos e o seu arranque está previsto para o início de 2021.

Serão formados 18 grupos, 3 dos quais estarão em funcionamento, em simultâneo, em cada trimestre. Cada grupo terá 6 horas de trabalho semanais na redação, deslocações para a realização de entrevistas e reportagens e participará num evento de teambuilding. De acordo com o comunicado da Inatel, “Dado o contexto pandémico que Portugal atravessa, o projeto poderá sofrer algumas alterações, nomeadamente, poderá ser necessário adotar o formato online para algumas sessões de trabalho.”

As candidaturas devem ser enviadas para o e-mail vozesdegaia@publico.pt e as dúvidas podem ser esclarecidas, através do número 226 151 000.

A Fundação Inatel e o jornal Público apresentaram a candidatura à iniciativa Portugal Inovação Social, tendo esta sido aprovada com um investimento total a rondar os quinhentos mil euros, sendo 150 mil euros financiados pela Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, enquanto investidor social.

About Ana Faustino

Research Team Leader da Cision Portugal
Coordenadora do departamento responsável pela recolha e análise de dados sobre Meios de Comunicação Social (nacionais e internacionais) e Influenciadores (produtores de conteúdos editoriais e influenciadores digitais).
Responsável pelos relatórios anuais do Panorama dos Media e Embaixadora da Cultura e Eventos da Cision Portugal.
Licenciada em Comunicação Social, trabalha em media intelligence, desde 2015.
Gosta de novos desafios, ávida por aprender, sejam idiomas ou a utilização de novas ferramentas e funcionalidades, às quais se dedica afincadamente, com vista a acelerar procedimentos. Autodidata, sempre que necessário.
Não concebe um dia bem passado sem dança, música, literatura ou viagens. Sorridente.