Na SIC desde a fundação da estação, em 1992, Luís Costa Ribas foi correspondente dos Estados Unidos da América, em Washington, ao longo de mais de 15 anos e é a mais recente contratação da TVI, para desempenhar o mesmo cargo.

A informação foi divulgada pelo canal de Queluz, no domingo, indicando que foi assinado “um contrato de longa duração que comporta maior estabilidade e perspetivas de futuro para o próprio, ao mesmo tempo que possibilita à TVI reforçar a qualidade da sua equipa de profissionais da Informação“.

A SIC terá tentado travar a saída do jornalista, apresentando uma contraproposta, sem sucesso.

Luís Costa Ribas iniciou o seu percurso enquanto jornalista em 1980, no jornal Tempo. Passou, depois, pela Rádio Renascença, onde conduziu o noticiário internacional. Foi correspondente de vários meios de comunicação social, como Lusa, TSF, Público, O Jornal (mais tarde, revista Visão) e O Independente. Em 1984, com o intuito de integrar a emissora Voice of America, o jornalista parte para os Estados Unidos da América. A cobertura da cimeira Reagan-Gorbachev, valeu-lhe um prémio de Excelência em Radiodifusão, em 1988. Autor de inúmeras reportagens, foi co-autor do documentário SIC/Visão na região ocidental do Texas, sobre a cultura e a terra que produziram George W Bush. Regressou a Portugal, em 2005, para ser repórter sénior. Em 2010, voltou para os Estados Unidos, para ser chefe de redação da rádio Voice of America, mantendo-se como colaborador da SIC e de outros meios do grupo Impresa. Em 2018 lançou o livro “Uma Vida em Directo“.

About Ana Faustino

Research Team Leader da Cision Portugal
Coordenadora do departamento responsável pela recolha e análise de dados sobre Meios de Comunicação Social (nacionais e internacionais) e Influenciadores (produtores de conteúdos editoriais e influenciadores digitais).
Responsável pelos relatórios anuais do Panorama dos Media e Embaixadora da Cultura e Eventos da Cision Portugal.
Licenciada em Comunicação Social, trabalha em media intelligence, desde 2015.
Gosta de novos desafios, ávida por aprender, sejam idiomas ou a utilização de novas ferramentas e funcionalidades, às quais se dedica afincadamente, com vista a acelerar procedimentos. Autodidata, sempre que necessário.
Não concebe um dia bem passado sem dança, música, literatura ou viagens. Sorridente.